Antonio Fagundes fala sobre beijo técnico e dispara: “Ninguém acredita”

4
Serginho Groisman (Foto: Reprodução)

Neste sábado, 11 de agosto, o Altas Horas recebeu alguns convidados especiais, entre eles estava Antônio Fagundes. No programa comandado por Serginho Groisman, o ator falou sobre diversos assuntos, inclusive sobre o comentado beijo técnico que existe na dramaturgia.

+Apesar da baixa audiência, ex-BBB Ana Clara acaba se beneficiando com o Vídeo Show; entenda

“Tem beijo técnico sim. Eu particularmente sempre beijei tecnicamente”, revelou o ator, a plateia, no entanto, não demonstrou acreditar muito na história. Antonio Fagundes continuou sua explicação e disse que é melhor beijar de verdade fora de cena já que o constrangimento é menor.

Antonio Fagundes no Altas Horas (Foto: Globo)
Antonio Fagundes no Altas Horas (Foto: Globo)

“Se quer beijar mesmo, melhor fora do trabalho, viu? Ali tem muita gente olhando. Ninguém acredita no beijo técnico. Vocês acreditam que a gente morre mesmo quando morre em cena? É técnico”, disse ele. Vale lembrar que Antonio Fagundes é casado com Alexandra Martins.

ATOR FALOU TAMBÉM SOBRE PATERNIDADE

Nesse domingo (12), comemoramos o Dia dos Pais. Por isso, o Altas Horas deste sábado (11) foi mais que especial e teve como tema a data comemorativa. Quem esteve no programa foi o ator Antonio Fagundes, que falou da relação distante que teve com o pai na infância.

Tive pouco contato com meu pai. Minha mãe separou quando eu era muito pequenininho. Ele já faleceu”, revelou o ator. Esse distanciamento não impediu que Fagundes tivesse uma relação bastante próxima com os filhos. “Eu tive muito contato com os meus filhos. A gente se curte muito. Todo ano pelo menos uma grande viagem. São quatro filhos: a Dinah, a Diana, o Antonio e o Bruno”, contou.

Quem também falou sobre a relação com o pai foi Tadeu Schmidt. “O meu pai foi uma grande influência na minha vida porque ele me passou e passou para os meus irmãos as coisas mais importantes. Ele não deixou herança, mas ele deixou valores. Meu pai era um cara muito sério, filho de alemão, militar, então lá em casa era tudo muito rígido. E eu gosto muito dessa mensagem que ele passou pra gente, de ser correto, de seguir as regras”, revelou o jornalista.

A pessoa mais correta que eu conheci na vida foi meu pai. Isso ele passou para mim e eu procuro passar para as minhas filhas. Na função de pai, costumo dizer para quem acaba de ter um filho: ‘Meus parabéns! A vida começa agora’. Muda tudo. A gente olha para trás e pensa: a gente achava que era feliz. Depois que vêm os filhos, a gente vê que agora é muito mais feliz”, finalizou.

Facebook Comentarios