Operação no Rio de Janeiro pode ter tido informações vazadas

8

A megaoperação realizada pelas Forças Armadas com apoio das Forças de Segurança do Rio de Janeiro, que contou com quase quatro mil agentes, pode ter sido vazada. Mensagens alertando sobre a possibilidade da intervenção policial foram publicadas em redes sociais cerca de 12 horas antes da ação.

Ao longo da operação, nove pessoas foram presas. As ações da polícia ocorreram no complexo de favelas do Lins de Vasconcelos, na zona norte, e nas favelas Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul.

O objetivo era cumprir mandados expedidos pela Justiça, cercar as áreas e remover barricadas. Para isso, foram utilizados 3,7 mil militares das Forças, 200 policiais militares e 90 policiais civis, além do auxílio de veículos blindados, aeronaves e equipamentos de engenharia.

Segundo balanço parcial divulgado pelo Comando Militar do Leste, responsável pelas Forças Armadas no Rio, além dos nove presos, foram recuperados dois veículos e apreendidas drogas em quantidade não contabilizadas até o momento, munição para pistola e dois radiotransmissores.

Facebook Comentarios