Reunião na GloboNews acaba em briga, Miriam Leitão solta o verbo e telejornal é atrasado

7
Miriam Leitão (Foto: Reprodução)

Mesmo diante de toda a boa audiência e fase que vive o canal GloboNews na TV por assinatura, os bastidores da emissora não possui um clima muito amigável em alguns setores. De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, uma reunião terminou com muitas críticas pessoais envolvidas.

Frustrados com o desempenho, os jornalistas viveram momentos de tensão nesta quarta-feira (11), quando começaram a discutir a formação de uma nova editoria de economia nos telejornais. Foi aí que Miriam Leitão, que também faz participações no jornalismo da Globo, não poupou os comentários.

Ela disse que os colegas economistas e acadêmicos têm ocupado um espaço maior do que deveriam e que pautas como “seu bolso” e “seu dinheiro” são “banais”. Sua intenção era mostrar que a sua forma de discutir era mais didática ao público de casa e superior às dos demais.

Segundo Sol: Luzia descobre que seu filho foi roubado, deixa de se esconder e parte para cima das vilãs

Tudo indica, segundo o colunista, que ela estaria querendo atacar, nas entrelinhas, a equipe do programa Conta Corrente, programa que será extinto em breve. Ela criticou diretamente o economista Samy Dana por dar “ideias demais” na reunião e o diretor do canal acabou intervindo.

“Não, não é isso, estamos aqui para ouvir ideias mesmo”, disparou Miguel Athayde, o novo diretor. Ela, no entanto, manteve o seu posicionamento e disparou: “Se a (produção) indústria cai 10% e depois sobe 10% voltou a ser o que era. Precisa mostrar o histórico e mostrar que nada mudou”.

GloboNews vive clima tenso (Foto: Reprodução)

Foi aí que Samy corrigiu: “Se você perde 20% de R$ 100, você passa a ter R$ 80. Se se depois ganhar 20%, você não terá novamente seus R$ 100, e sim R$ 96. Ou seja, terá 4% a menos”. O resultado dessa reunião acabou sendo o atraso do novo telejornal ancorado por José Roberto Burnier.

Ele estrearia na próxima segunda-feira (16), já que a equipe virava noites em sua produção, mas ao voltar da Copa na Rússia, ele pediu dez dias de folga antes de iniciar o programa, que será adiado.

Facebook Comentarios