Para agradar seus fãs, The Rock repete receita

7

As últimas décadas do cinema foram marcadas por astros fortões que conquistaram o público. Nos anos 1980, Arnold Schwarzenegger e Sylvester Stallone disputavam a preferência da plateia. Depois, vieram Jean-Claude Van Damme e Steven Seagal. No início dos anos 2000, Vin Diesel despontou como astro da série Velozes e Furiosos.

Agora, o musculoso da vez é Dwayne Johnson, conhecido como The Rock. Apesar de revelado para o cinema ainda na década passada, foi nos últimos cinco ou seis anos que o ex-atleta de luta livre firmou-se nas bilheterias. Para se ter ideia, somente nos últimos três anos, seus filmes somaram mais de US$ 3 bilhões nas bilheterias.

The Rock está de volta em Arranha-Céu: Coragem Sem Limite, com muita ação, pancadaria e explosões, como os fãs dele gostam. 
Agora, Dwayne Johnson vive Will Sawyer, um veterano de guerra e ex-funcionário do FBI que é acusado de ter colocado o edifício mais alto e mais seguro da China em chamas.

Inconformado com a injusta acusação, o agente vai procurar os culpados pelo desastre. Não bastasse isso, ele deverá salvar sua família, que está presa dentro do prédio, repleto de recursos tecnológicos e com mais de 200 andares. No papel de Sarah, mulher de Will Sawyer, está Neve Campbell, da série de filmes de terror Pânico, dos anos 1990.

Como de costume nos filmes de The Rock, o espectador vai ter que esquecer qualquer sinal de verossimilhança e somente embarcar no entretenimento. Desta vez, o astro é dirigido por Rawson Marshall Thurber, conhecido por comédias como Família do Bagulho e Com a Bola Toda.

Facebook Comentarios