Polícia Militar do Rio recebe novo reforço de veículos

14

A Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro vai receber o reforço de 265 veículos. Este é o segundo lote liberado pelo governo estadual. Os carros, modelo Ford Ka, serão entregues hoje (3) e, com eles, a PM soma 580 carros à  frota. São 530 radiopatrulhas e 50 veículos descaracterizados para serviço reservado, que já foram entregues. A PM recebeu o outro lote no dia 26 de abril.

A cerimônia de entrega será em frente ao Monumento Mundial aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Parque do Flamengo, zona sul do Rio, e terá a presença do governador Luiz Fernando Pezão e do interventor federal da
Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro e comandante militar do Leste, general Walter Braga Netto.

Ao todo, o governo do estado vai gastar R$ 61,6 milhões na compra de veículos. Desse total, R$ 37,6 milhões correspondem aos 580 carros comprados em janeiro, a serem entregues nos dois lotes, e o restante do valor (R$ 24 milhões ) se refere a mais 170 viaturas pick-ups, negociadas por meio de pregão eletrônico pela corporação. Esses veículos serão entregues nos próximos meses.

Além da liberação dos R$ 61,6 milhões aplicados na compra dos veículos, o governo do estado autorizou o uso de R$ 93 milhões para a recuperação e manutenção contínua, neste ano, de toda a frota da PM. Segundo o governo do
estado, 748 veículos estão sendo reformados em 60 oficinas credenciadas no estado. A recuperação e a manutenção da frota também são resultados de licitação, aprovada pelo Tribunal de Contas do Estado.

Ainda na área de segurança, por meio da Secretaria de Fazenda, o governo do Rio deposita para 11.904 policiais militares o pagamento do Regime Adicional de Serviço (RAS), que significa hora extra dos profissionais da área. O depósito é referente ao RAS compulsório do mês de maio. O valor líquido do pagamento é R$ 1,883 milhão.

Por causa da crise financeira, o estado chegou a suspender o pagamento do RAS. Em fevereiro, o governo do Rio havia quitado dívidas do RAS e do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), no valor de
R$ 23 milhões, mas a retomada do pagamento do RAS, no entanto, só ocorreu na segunda quinzena de maio.

A última parcela referente ao Sistema Integrado de Metas (SIM), que estava pendente para os servidores da área de segurança, foi paga no fim de maio. O valor total foi de R$ 71 milhões.

Facebook Comentarios