Cinema popular reabre na zona norte do Rio com apoio do MinC

11

Um importante equipamento cultural, instalado na zona norte do Rio, em uma das regiões mais pobres e violentas da cidade, voltará a funcionar em breve. O Ponto Cine, sala de cinema dedicada a exibir exclusivamente produções nacionais a preços populares, estava fechado desde fevereiro e  deve reabrir até outubro. O retorno será possível graças a investimentos do Ministério da Cultura (MinC) e parceria do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

O termo de acordo foi assinado na noite desta segunda-feira (2) pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o reitor do IFRJ, Rafael Almada, e o diretor do Ponto Cine, Adailton Medeiros. O cinema fica no bairro de Guadalupe, próximo ao Complexo do Chapadão, uma das áreas mais conflagradas nos últimos anos, palco de constantes enfrentamentos entre polícia e traficantes, e que constantemente aparece no noticiário como local de roubo de cargas.

“Nós conseguimos articular esta parceria entre o Ministério da Cultura, o Ponto Cine e o Instituto Federal do Rio de Janeiro, que ministrará os cursos aqui. Isso vai possibilitar reabrir o Ponto Cine para que ele volte a exibir os filmes brasileiros, como vinha fazendo. Quem se beneficia com isso é a população de Guadalupe e do entorno da zona norte do Rio de Janeiro”, disse o ministro.

O acordo prevê investimento de R$ 500 mil, que possibilitará a realização de dois cursos técnicos, de 160 horas cada, para duas turmas de 25 alunos: direção cinematográfica e formação de atores. Os alunos serão selecionados a partir de critérios como local de residência e renda familiar. Eles receberão auxílio de transporte e alimentação.

“Estamos falando de uma região com baixo IDH [Índice de Desenvolvimento Humano], considerada de risco, por conta da violência e ação de quadrilhas. Precisamos disputar o jovem desta região com o crime organizado e a maneira de fazer isso é oferecer alternativas de renda e emprego”, disse Sá Leitão.

Adailton Medeiros, que além de diretor é o idealizador do Ponto Cine, comemorou a volta do espaço, após estar fechado, desde o início do ano, por problemas financeiros.

“O Ponto Cine existe desde 2006. É a primeira sala popular digital do Brasil. Somos o maior exibidor de filmes brasileiros em todo o país. Não somos apenas uma sala de cinema, mas um grande guarda-chuva de projetos ligados à educação. Com a crise econômica, os nossos patrocínios foram diminuindo muito e tivemos de jogar a toalha em fevereiro”, disse Adailton.

A sala tem 73 lugares e ingressos a preços populares: R$ 8 a inteira e R$ 4 a meia. O Ponto Cine fica no Shopping Guadalupe, que, na verdade, é um pequeno centro comercial no bairro de Guadalupe.

Facebook Comentarios